sexta-feira, 21 de julho de 2017

1ª Rodada Campeonato Brasileiro Feminino de Futebol Americano.

Curitiba Silverhawks X Brasília Pilots
Data: 22/07/2017
Horário: 14:00 Horas
Local: Complexo Esportivo Brown Spiders
Curitiba - PR

Spartans Football X Big Riders
Data: 23/07/2017
Horário: 11:00 Horas
Local: American Football Center
São Paulo - SP

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Jogos da 4ª Semana BFA 2017.

Conferência Sul

Juventude F.A. X São José Istepôs
Horário: 15:00 Horas
Local: Campo do SESI
Caxias do Sul - RS

Santa Maria Soldiers X Brown Spiders
Data: 22/07/2017
Horário: 14:00 Horas
Local: Estádio Presidente Vargas
Santa Maria - RS

T- Rex X Paraná HP
Data: 23/07/2017
Horário: 14:00 Horas
Local: Complexo Esportivo
Timbó - SC

Conferência Nordeste

Tropa Campina X Ceará Caçadores
Data: 22/07/2017
Horário: 16:00 Horas
Local: Estádio O Amigão
Campina Grande - PB

UFERSA Petroleiros X Recife Pirates
Data: 23/07/2017
Horário: 14:00 Horas
Local: Estádio Nogueirão
Mossoró - RN

João Pessoa Espectros X Cavalaria 2 de Julho
Data: 23/07/2017
Horário: 14:00 Horas
Local: Vila Olímpica 
João Pessoa - PB

Conferência Sudeste

Flamengo F.A. X Patriotas F.A.
Data: 22/07/2017
Horário: 14:00 Horas
Local: Centro Esportivo Miécimo da Silva
Rio de Janeiro - RJ

Ceará Caçadores enfrenta Tropa Campina fora de casa, e quer vencer para garantir liderança do grupo.

Ceará Caçadores enfrenta Tropa Campina fora de casa para garantir liderança do grupo.


Depois de um jogo equilibrado e uma vitória consistente contra o Petroleiros (RN), no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza, o Ceará Caçadores viaja para Campina Grande (PB), onde enfrenta o Tropa Campina, para garantir a liderança do grupo 2 da Conferência Nordeste. O segundo jogo dos cearenses acontece neste sábado (22), às 16 horas no estádio Amigão.

Para a partida, o Caçadores conta mais uma vez com a boa fase do quarterback Romário Reis, que na última partida marcou quatro touchdowns. Além de Romário Reis, o Caçadores leva força máxima para Campina Grande. O time cearense contará com os linebackers Júnior Sena e Ricardo Vicente, o running back Eduardo Maranhão e o defensive tackle Lucas Alemão.


Para o presidente do Ceará Caçadores, Bruno Rocha, o jogo contra o Petroleiros mostrou a força do grupo de atletas, mas também mostrou o equilíbrio do grupo.

“O Petroleiros tem um time forte, assim como o Tropa Campina. Eles fizeram uma campanha muito boa na liga nacional, conquistando o acesso invicto. Apesar da derrota na estreia, em Salvador, eles tem uma boa comissão técnica e um time com muito potencial”, destacou Bruno Rocha.

Conferência Nordeste 

Durante a etapa inicial serão realizados 24 confrontos no grupo. Pelas regras do campeonato, na Conferência Nordeste, as oito equipes dividem-se em dois grupos de quatro times, com grupo Norte e Sul. Nas disputas, as equipes jogam contra todos os times dentro do próprio grupo e três jogos com adversários do outro grupo, sendo a regra para definir os confrontos, onde o 1º do grupo não enfrenta 4º colocado e o 2º não enfrenta 3º.

O Nordeste está dividido em dois grupos. No Norte estão Ceará Caçadores, Bulls Potiguares, Ufersa Petroleiros e Tropa Campina e no grupo do Sul, o atual campeão do Nordeste, João Pessoa Espectros, além de Recife Mariners, Recife Pirates e Cavalaria 2 de julho, da Bahia.

Após os playoffs, o campeão regional avança aos playoffs nacionais. No nacional, o campeão do Nordeste enfrenta o campeão do Centro Oeste, e o vencedor do duelo, vai disputar o Brasil Bowl contra o vencedor do jogo entre o campeão da Conferência Sudeste e o vencedor da Conferência Sul.

Crédito Fotos: Berg Parker
Fonte: Giuliano Vandson  

São José Istepôs busca primeira vitória na BFA 2017, fora de casa em Caxias do Sul - RS.

São José Istepôs busca primeira vitória na BFA contra o Juventude fora de casa neste final de semana

Equipe viaja ao Rio Grande do Sul focada na reabilitação no campeonato.

A equipe de futebol americano São José Istepôs viaja para o Rio Grande do Sul nesta sexta-feira para disputar a segunda rodada do BFA – Brasil Futebol Americano. O Istepôs busca a primeira vitória na competição enfrentando o Juventude F.A., que também estreou com derrota na BFA. A partida será no sábado, dia 22, às 15 horas no SESI Caxias do Sul, em Caxias do Sul e a entrada é gratuita. A equipe catarinense treinou forte para corrigir os erros – tanto técnicos como de ordem psicológica, principalmente os referentes ao jogo corrido.

“Nestas duas semanas tivemos um ritmo forte de treino focando em trazer a vitória pra Santa Catarina. Muito mais do que buscar novas estratégias, buscamos corrigir os erros da primeira partida, uma vez que a equipe se perdeu em vários detalhes e principalmente na concentração durante o jogo”, destaca o coach de defesa do São José Istepôs, Francisco de Bem. O Istepôs focou principalmente nos erros principalmente com o jogo corrido e na defesa com o posicionamento dos jogadores e movimentações.


Ainda na parte de concentração do São José Istepôs, atenção redobrada no adversário gaúcho, que também vem de derrota e buscará a reabilitação frente a sua torcida. “Por parte da nossa defesa temos que ter muito cuidado com o jogo corrido da equipe do Juventude, pois eles tem bons running backs, que correm bem e que foi um destaque desta equipe no campeonato gaúcho. Outro fator a ser considerado é a defesa do time adversário, pois o time tem bons safets, boa secundária e que está sempre chegando em cima da bola”, completa o coach do São José Istepôs.

O Istepôs passa, em 2017, por um ano de reestruturação. Segundo o técnico da equipe, Ernâni Costa Valerio, esse será o maior desafio para a temporada. “Nosso maior objetivo é vencer, mas vamos focar mais em melhorar e desenvolver os jogadores que temos aqui do que apenas em resultados. Temos uma conferência muito competitiva e a tendência é que o nível dos jogos seja muito alto, decidido por quem errar menos. E, dessa forma, precisaremos de uma grande unidade dentro da equipe e um aproveitamento de todos os nossos jogadores”, pontua.

O presidente do Istepôs, Fabio Amorim acrescenta: “O Juventude vai entrar em campo em com uma história parecida com a nossa, uma derrota no último jogo do estadual e uma outra na estreia da BFA. Vamos para cima deles, fazendo prevalecer nossa técnica dentro de campo e trazer para casa a nossa primeira vitória na competição”, finaliza Amorim.

Destaque na primeira partida do BFA, o reforço norte-americano é uma das apostas para o jogo contra a equipe gaúcha


Um dos reforços do Istepôs para a BFA é o jogador norte-americano Monterill D Anderson Jr, de 24 anos, recém chegado de Brighton, Washington, por meio de um intercâmbio cultural – além de integrar a equipe do São José ele trabalha como professor de inglês. Mais conhecido como Monte, atua em quatro posições diferentes (running back, slot receiver, kick returner e Strong safety) e vem como uma das grandes apostas da equipe para a temporada. Monte foi um dos destaques da equipe catarinense na primeira rodada do BFA.

Sobre o São José Istepôs

O São José Istepôs Futebol Americano, fundado em 5 de novembro de 2005, é uma agremiação civil sem fins lucrativos. O nome Istepôs, idealizado em 2006 por Pedro Faraco, na época membro da equipe, foi escolhido a fim de exaltar a colonização açoriana da Grande Florianópolis - região representada pelo time. Desde 2009 foi firmado um convênio com a Fundação Municipal de Esporte e Lazer de São José (Funesj) e o Istepôs tem como sede a cidade de São José. De 2009 a 2011 o time jogou em Potecas e desde então tem seu mando de jogo no campo do Colégio Forquilhão. A parceria com a Fundação trouxe melhorias nas condições de treino, apoio para as viagens e aperfeiçoamento da estrutura administrativa da equipe.

Além desta importante parceria, o grande investimento feito pelos próprios jogadores foi fundamental para que o Istepôs Futebol Americano se tornasse cada vez mais reconhecido dentro do esporte. 

O Istepôs começou em 2005 com uma reunião de amigos que jogavam futebol americano nas areias da praia do Campeche, em Florianópolis. A brincadeira logo se mudou para os gramados, e depois com o apoio da Prefeitura de São José, o time passou a representar esta cidade, sendo a referência deste esporte na região da grande Florianópolis. O Istepôs é a única equipe a participar de todas as edições do Campeonato Catarinense.

Fonte: Adriana Laffin - Sócia-Diretora e Chefe de Redação

quarta-feira, 19 de julho de 2017

BFA divulga Nota sobre a arbitragem de 2017.

Nota sobre a arbitragem na BFA 2017

Conforme informado aos times participantes da BFA 2017 na noite de 17/07/2017, houve uma alteração nos procedimentos referentes à arbitragem.

Os artigos 15 e 16 do Regulamento definiam o Comitê Gestor, ANAFAB e as Federações como responsáveis por escalas de arbitragem e valores.

Após soluções encontradas no Sul, Sudeste e Nordeste, o conjunto com a ANAFAB não funcionou em Goiânia, quando houve recusa da ANAFAB em trabalhar pelos valores propostos. Diante da intransigência do interlocutor dos árbitros, caracterizando um caso omisso do regulamento, a solução foi acionar a Federação local para montar a escala de arbitragem.

Os árbitros que trabalharam nessa partida são capacitados pela própria Federação, e isso basta para o entendimento de que estão aptos a atuar na BFA.

Desde o dia 17/07/2017, a escala de arbitragem para os jogos da BFA passou a ser feita pelas Federações.

Não há qualquer impedimento de atuação de árbitros. Todos os árbitros relacionados pelas Federações estão aptos a atuar em jogos da BFA. Os valores já negociados continuam valendo.

A "greve" convocada pela ANAFAB é uma tentativa de manutenção de um monopólio que se instalaria no futebol americano nacional, com o qual a BFA não vai compactuar.

Sem mais,
Comitê Gestor da BFA

terça-feira, 18 de julho de 2017

Comunicado CBFA, Confederação Brasileira de Futebol Americano a respeito da Arbitragem.


ANAFAB interrompe seus serviços com a BFA, a 1ª Divisão do Campeonato Brasileiro de Futebol Americano.



Ao

Senhores Presidentes

CBFA – Confederação Brasileira de Futebol Americano

BFA – Brasil Futebol Americano

Imprensa e Publico em Geral

Desde o final do ano de 2016, a CBFA e os principais árbitros do país costuraram um acordo de que todos os campeonatos chancelados por eles teria escalação da arbitragem feita pela ANAFAB (criada em 2017)

Com a criação da BFA o referido acordo foi mantido, constando em Regulamento do Campeonato (art. 15) que as equipes de arbitragem seriam designadas pelo comitê Gestor da BFA sempre em conjunto com a ANAFAB.

Em 15.07.2017, em grave violação ao Regulamento do campeonato da BFA - 1ª Divisão do Futebol Americano brasileiro – a equipe do Goiânia Rednecks negligenciou a determinação prevista e contratou unilateralmente 06 árbitros independentes para a partida contra a equipe do Campo Grande Predadores.

Esta, por sua vez, foi visivelmente prejudicada pela condução da partida, que teve 49 faltas marcadas e uma duração de apenas 2h40.

A ANAFAB não culpa aqueles que arbitraram o jogo e fizeram o máximo que seu conhecimento lhes permitia, porém é inaceitável a conduta da equipe de Goiânia, seja por não respeitar o acordo realizado pelas entidades superiores do Futebol Americano, seja por não respeitar o Regulamento do campeonato, seja por não prestigiar seu adversário com a melhor organização possível para a partida.

Inadmissível também, foi a decisão da BFA comunicada em 18.07.2017, frente ao ocorrido no dia 15, dissolvendo o acordo com a ANAFAB, e nomeando a BFA como responsável única pela escalação das arbitragens de suas partidas.

Seguindo estes ocorridos, a ANAFAB – em sua totalidade – comunica à principal liga brasileira, BFA, e à imprensa de que interromperá seus serviços na 1ª divisão do campeonato masculino de futebol americano a partir dessa data.

Não podemos concordar com o retrocesso no futebol americano ao qual pretendem os gestores da BFA, e a ANAFAB não compactuará com tais determinações, as quais pretendem ter de volta a arbitragem brasileira caminhando sob os pés das Federações.

Em uma partida de futebol americano, os árbitros são tão importantes quanto os atletas e os dirigentes. Porém, esta não tem sido a visão das equipes de futebol americano da BFA.

Por fim, dado os esclarecimentos necessários, os árbitros ANAFAB não arbitrarão NENHUMA partida da BFA até que as questões acima discriminadas sejam resolvidas e se coloque um ponto final na discussão de repatriação da arbitragem pelas federações e rompimento de acordos sem punições.

Fonte: Conselho Gestor da Associação Nacional de Árbitros de Futebol Americano do Brasil